Lucas Leite e Genésio Vasconcelos apresentam ações a executivo (à direita). Foto: Cláudio Norões

A Embrapa Agroindústria Tropical recebeu esta semana a visita de Hector Gomez, diretor da Corporação Financeira Internacional (IFC, na sigla em inglês), órgão ligado ao Grupo Banco Mundial. O objetivo da visita foi conhecer as ações da Embrapa Agroindústria Tropical, sua atuação no setor privado como estimuladora de novos empreendimentos e os resultados do Programa de Incubação de Agronegócios da Embrapa (Proeta). O executivo ficou bastante interessado em conhecer esta Unidade da Embrapa após ler uma matéria publicada no jornal inglês Financial Times sobre as ações do Proeta na Região Nordeste.
O IFC é um fundo de investimento que tem como objetivo promover o desenvolvimento sustentável de países em desenvolvimento por meio de empréstimos a empresas privadas que atuam nos setores de infraestrutura, agregação de valor e inovação.
Durante a visita, Hector Gomez conheceu ainda as linhas de atuação da Unidade e quatro laboratórios que possuem foco na agregação de valor aos produtos tropicais: Valorização de Resíduos e Biomassa, Processos Agroindustriais, Embalagens e Filmes Comestíveis e Química de Produtos Naturais. Ele se reuniu com o chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia da Unidade, Lucas Leite, e o coordenador regional do Proeta, Genésio Vasconcelos.
De acordo com Genésio Vasconcelos, a reunião abriu a possibilidade de o fundo investir em empresas regionais de agronegócio que utilizam tecnologias desenvolvidas pela Embrapa Agroindústria Tropical. O programa já teve uma de suas empresas investidas por fundos desse tipo (como a BioClone, investida pelo Fundo Criatec), além de ter outra empresa sendo avaliada por investidores. “Esperamos que oportunidades de atuação em conjunta com o IFC surjam em breve”, revelou.
Segundo o coordenador, a visita foi uma ótima oportunidade para o conhecimento das atuações das duas instituições e de como elas podem atuar juntas em projetos que visem o desenvolvimento do agronegócio. “O IFC procura atuar com empresas e projetos que necessitem de capital para sua alavancagem e que tenham boa expressividade em seu contexto. Nossa intenção é aliarmos a capacidade empreendedora da iniciativa privada, as tecnologias desenvolvidas pela Embrapa e os recursos de fomento, para o crescimento dos setores ligados a agroindústria tropical e a biotecnologia", afirmou Genésio.

Sobre a IFC
Segundo seu site oficial, a IFC é “uma investidora e consultora global comprometida em promover projetos sustentáveis em nossos países membros em desenvolvimento que sejam economicamente benéficos, financeira e economicamente saudáveis e ambiental e socialmente sustentáveis”. Para a organização, “um crescimento econômico saudável é a chave para a redução da pobreza; está baseado no desenvolvimento de investimento empresarial e privado de sucesso; e que um ambiente de negócios propício é necessário para que este último tenha sucesso e contribua para melhorar a vida das pessoas”.

Contato
Ricardo Moura (DRT 1681CE JP)
ricardo@cnpat.embrapa.br
Tel: (85) 3391.7117