O programa de incubação de agronegócios da Embrapa (Proeta) passou a fazer parte da Rede de Incubadoras de Empresas do Ceará (RIC). No último dia 20, durante a primeira reunião do Fórum de Incubadoras e Empresas Incubadas, foi realizada a posse da diretoria e do conselho fiscal da entidade. O professor Ary Marques, do Parque de Desenvolvimento Tecnológico (Padetec), é o presidente da rede, que abriga uma grande diversidade de representantes da iniciativa privada e do setor público. A solenidade de posse é o passo seguinte à criação do estatuto da RIC, ocorrida em dezembro do ano passado.
O evento marca uma nova fase no movimento de incubação de empresas, parques tecnológicos e programas de incubação no Ceará, uma vez que essa nova estrutura, em forma de rede, deverá promover uma maior articulação entre seus integrantes. De acordo com Genésio Vasconcelos, do Proeta e membro nato da RIC, a iniciativa tem como objetivo identificar os gargalos no processo de incubação de empresas, propor e aplicar soluções para superá-los. Segundo a Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), existem mais de 400 incubadoras no Brasil.
"O movimento de incubação de empresas no Brasil está passando por um período de consolidação e melhoria de processos, visando proporcionar ao empreendedor melhores condições de desenvolvimento de seu negócio. Essa é uma preocupação não só das incubadoras quanto dos empreendedores e dos gestores públicos. Prova disso é o aumento do número de editais para fomentar e estruturar as ações das incubadoras e empresas incubadas. Assim, a RIC tem um papel bastante importante na articulação dos agentes envolvidos, visando o fortalecimento desse movimento no estado do Ceará, o que vem contribuir para a geração de emprego e renda, além do surgimento de empresas inovadoras de forma mais sólida", afirma Genésio Vasconcelos.
Além da Embrapa Agroindústria Tropical, coordenadora regional do Proeta, estão representadas na RIC as seguintes instituições: Centro Federal de Educação Tecnológica do Ceará (Cefet-CE), Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec), Instituto de Desenvolvimento Industrial do Ceará (Indi), Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação (Itic), Instituto Titan, Fundação Núcleo de Tecnologia Industrial do Ceará (Nutec), Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Universidade Federal do Ceará (UFC) e Universidade de Fortaleza (Unifor).

Mais informações:
Ary Marques - Presidente da RIC: arymarques@padetec.ufc.br
>Genésio Vasconcelos - Embrapa Agroindústria Tropical: genesio@cnpat.embrapa.br