O chefe geral da Embrapa Agroindústria Tropical, Vitor Hugo de Oliveira, apresentou nesta segunda-feira, dia 20, na Assembléia Legislativa do Ceará, durante a reunião do Comitê Assessor Externo (CAE) da Unidade, quais as ações a serem tomadas nos próximos quatro anos.
Elas estão reunidas no Plano Diretor da Unidade (PDU), um documento de 36 páginas que norteará as atividades futuras dos pesquisadores.
A agregação de valor dos produtos regionais deverá ser a principal bandeira da instituição. A intenção ao fazer com que o Paí­s deixe de ser apenas um exportador de bens primários e passe a comercializar produtos agroindustrializados, com maior valor de mercado.
Nos próximos quatro anos, a Embrapa Agroindústria Tropical atuará em cinco objetivos estratégicos: Garantir a competitividade e sustentabilidade da agricultura brasileira; Prospectar a biodiversidade para o desenvolvimento de produtos diferenciados e com alto valor agregado; Atingir um novo patamar
tecnológico competitivo em agroenergia e biocombusti­veis; Intensificar o desenvolvimento de tecnologias para o uso sustentável dos biomas e integração produtiva das regiões brasileiras e Contribuir para o avanço da fronteira do
conhecimento e incorporar novas tecnologias, inclusive as emergentes.
Cada um dos cinco objetivos conta com estratégias e contribuições que deverão ser desenvolvidas pela Unidade.
A audiência pública foi encerrada com a palestra da pesquisadora Heloísa Filgueiras sobre as mais recentes novidades na área da pós-colheita. À tarde, os membros do CAE reuniram-se na sede da Embrapa Agroindústria Tropical para avaliar as ações passadas e analisar quais serão os próximos rumos da Unidade.