A Pan Flora Ltda., do Ceará, tornou-se a primeira empresa de base tecnológica agropecuária a se graduar no programa de incubação de agronegócios da Embrapa, o Proeta. A solenidade de graduação ocorreu na última segunda-feira, dia 12, na sede da Embrapa Agroindústria Tropical (Fortaleza-CE), Unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Durante os dois anos de incubação, a Pan Flora desenvolveu protocolos tecnológicos de micropropagação de fruteiras e plantas ornamentais tropicais.
Nesse período, além do acompanhamento tecnológico da Embrapa Agroindústria Tropical, o empresário participou de vários cursos de capacitação gerencial, seminários, workshops e feiras de negócios. Uma biofábrica foi montada no município de Aquiraz (CE) com o apoio técnico da Unidade, tornando a empresa competitiva na disputa por um espaço no mercado.
O proprietário da Pan Flora, José Walter Rabelo Gadelha, afirma que a expectativa, a partir de agora, é comercializar mudas de banana, abacaxi ornamental, abacaxi comestível, antúrios, gérbera e helicônias, a partir da técnica de multiplicação in vitro para produtores cearenses e de outros Estados. Dentro de três meses, revela, o laboratório da empresa entrará em funcionamento, podendo, assim, operar em uma escala maior. No caso das mudas de banana, há ainda a vantagem de ela possibilitar o plantio direto no campo.
O empresário acredita que a tecnologia com o "selo" Embrapa pode ser um diferencial no mercado em se tratando de produtores que adotam a prática da compra planejada de mudas. Mesmo graduada, a Pan Flora continuará a ser apresentada em todos os eventos de negócios em que haja a participação da Embrapa, bem como manterá uma relação próxima em ações tecnológicas e de mercado desenvolvidas pela Unidade.
Atualmente, a Embrapa Agroindústria Tropical conta com cinco empresas incubadas, três empresas em pré-incubação e sete incubadoras parceiras. A Incubadora de Empresas de Santos (SP) é a mais recente parceira do Proeta. A primeira empresa a ser beneficiada nessa operação é a santista Cocos & Cocos, que irá beneficiar cascas de coco verde em três praias do litoral paulista: Santos, São Vicente e Guarujá. A iniciativa contará ainda com o apoio da prefeitura local.
Proeta
O Programa de Apoio ao Desenvolvimento de Novas Empresas de Base Tecnológica Agropecuária e à Transferência de Tecnologia (Proeta) tem o objetivo de apoiar o desenvolvimento de um mecanismo sustentável de transferência de tecnologias agropecuárias para empreendedores através do processo de incubação de empresas, por meio de parceria com incubadoras de empresas.
Desenvolvido com recursos da Embrapa e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o programa foi implantado inicialmente em cinco Unidades Piloto: Embrapa Agroindústria Tropical, Embrapa Instrumentação Agropecuária (São Carlos-SP), Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília-DF), Embrapa Hortaliças (Brasília-DF) e Embrapa Cerrados (Planaltina-DF).
Os empreendedores interessados em participar do Proeta podem acessar a página www.cnpat.embrapa.br/proeta ou ligar para (85) 3299.1893 / 3299.1967 para mais informações. As inscrições para o Edital Proeta 2008 estão abertas.

Contato:
Ricardo Moura (DRT 1681CE JP)
Telefone: (85) 3299 1823 / 8841 1025
E-mail: ricardo@cnpat.embrapa.br